FaceBookYoutube

Trindade (RJ - 2005)

trindadeSINOPSE

Em 1909, o Conselheiro Afonso Pena, Presidente da República, morre um ano antes de completar o mandato; o movimento operário segue em plena marcha unindo representantes de várias tendências. Num quadro de incertezas, descontentamentos e ameaças surge a candidatura do militar Hermes da Fonseca, pleiteando a presidência. Traça-se, dessa forma, o pano de fundo para o drama pessoal de três homens que, com propósitos de vida totalmente distintos, acabam se encontrando. Um militar de alta patente, um líder operário e um jovem médico têm suas vidas entrelaçadas enquanto o país passa por um dos seus momentos mais instáveis.




ELENCO

•  Guilherme Leme, Pedro Garcia Netto e Herson Capri.



FICHA TÉCNICA

•  Texto e Direção: Caio de Andrade
•  Diretora Assistente: Adriana Maia
•  Cenário: Guilherme Leme
•  Figurino: Ernani Peixoto e Michele Augusto
•  Iluminação: Adriana Ortiz
•  Design Gráfico: Roberta de Freitas
•  Fotografia: André Borges
•  Produção Executiva: Sabrina Isnard
•  Direção de Produção: Sílvia Rezende
•  Realização: Sílvia Rezende e Guilherme Leme


TEATROS

• Teatro Espaço Sesc – Copacabana
• Teatro do Leblon – Sala Fernanda Montenegro


PREMIAÇÕES

Prêmio Shell:

• Indicação – Melhor Autor (Caio de Andrade)
• Melhor Ator (Herson Capri).


NOTAS SOBRE O ESPETÁCULO

“... a segurança do autor nos diálogos bem construídos e na rotação dos personagens, que ultrapassam os meros veículos para discussões políticas, permite que Trindade se confirme como uma peça de interessante desenho dramatúrgico. (...) sob essa perspectiva, o texto se aquece em cena, já que desse modo se apreende a palavra fluente e bem escrita”
(Crítica / Macksen Luiz – Jornal do Brasil).

 


CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O CLIPPING DO ESPETÁCULO