FaceBookYoutube

Reforma Teatro Teresa D'Avila

Convidado pela diretoria da FATEA, Caio de Andrade começa, no início de 2013, mais uma empreitada para a reforma de um novo espaço teatral na cidade de Lorena (o primeiro foi a reforma do Teatro São Joaquim, em 2008).
Depois de um ano de trabalho, o público já vivia a grande expectativa para inaugurar a mais nova sala de espetáculos do Vale do Paraíba: o Teatro Teresa D’Ávila, que nasceu depois de uma grande reforma no mesmo prédio onde funcionava o Espaço Arte, dentro das dependências da FATEA (Faculdades Integradas Teresa D’Ávila). Mais do que um teatro reformado, com equipamentos modernos e estrutura segura, o novo teatro veio com a promessa de ser  um espaço de novas experiências e reinvenções.

Uma novíssima sala de espetáculos com 310 poltronas confortáveis, estrutura de ferro com plateia em inclinação (garantindo excelente visibilidade para todos os espectadores), sistema de luz e som digitais, palco ampliado (com 09 metros de abertura com 14 de profundidade), totalmente revestido (com nova caixa preta e cortina de boca), saídas de emergência (garantindo total segurança para artistas, técnicos e usuários), dois excelentes camarins, banheiros reformados, bilheteria, entrada especial para cenários e equipamentos, além de uma equipe de profissionais treinada para garantir o perfeito funcionamento do teatro, atendendo não só aos estudantes e professores da instituição, mas a toda a população da cidade e do Vale.
Além de abrigar os projetos artísticos da faculdade e do Instituto Santa Tereza, o novo TEATRO DA FATEA, abriu suas portas para receber espetáculos de teatro, música, dança, ópera, enfim, todos os segmentos das Artes Cênicas, com o intuito de proporcionar momentos de instigante convívio cultural para a cidade de Lorena e região.

Incluir o teatro no roteiro de espetáculos de qualidade (principalmente do eixo Rio-São Paulo, pela facilidade da localização de nossa cidade); abrigar projetos de formação de plateia (olhando com carinho para a produção infanto-juvenil, com o intuito de atrair crianças e jovens para a aventura teatral); promover cursos, oficinas, palestras e outras atividades interativas, sempre estiveram nos planos do diretor artístico do teatro, o dramaturgo, diretor e produtor lorenense Caio de Andrade, convidado pela direção da casa para comandar os projetos culturais do novo espaço.
Duas oficinas (uma para atores jovens e outra para os estudantes da faculdade) foram criadas na instituição, tradicionalmente ligada às artes, e fizeram parte da festa de inauguração do novo teatro. A equipe jovem subiu ao palco com UMA AVENTURA CARIOCA (texto infanto-juvenil) e os jovens universitários prepararam VAN GOGH CAFÉ, ambos com texto e direção de Caio de Andrade.

O projeto de reforma teve a assinatura da empresa carioca D5 – Produções, que já foi responsável pela renovação do Teatro São Joaquim, em 2008 e que trabalha Brasil afora reformando espaços culturais, assinando importantes projetos na área das artes cênicas (como o Festival Panorama de Dança do Rio de Janeiro; o FIL – Festival Internacional de Linguagens, entre outros), além de ter sido a empresa escolhida, entre inúmeras outras, para produzir toda a parte técnica do discurso do presidente Barack Obama, em seu histórico pronunciamento no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O projeto apresentado pela D5 (igualmente responsável pela implementação cênica) contou com a participação do arquiteto Marcos Apolo e foi executado, em nossa cidade, pelo arquiteto Célio Melilo.

Na quinta-feira, dia 20 de fevereiro de 2014, às 21 horas, o Teatro Teresa D’Ávila iniciou suas atividades. VAN GOGH CAFÉ, direcionada ao público adulto, foi o espetáculo de estreia. Para o público infantojuvenil a pedida foi UMA AVENTURA CARIOCA, com estreia na sexta-feira, às 16 horas e apresentações no sábado e no domingo seguintes, no mesmo horário.  

Ao longo do ano o teatro recebeu mais de 30 eventos e alavancou um público estimado em mais de 7.000 espectadores.

Acesse o site oficial: www.fatea.br/teatro